Durante dois anos a busca pelos quatro Abutres da Península Ibérica levou Carlos Rio a viajar inúmeras vezes entre o Douro Internacional e os Pirinéus Espanhóis. O resultado está reflectido nas 128 páginas ilustradas com 123 fotografias do livro “Aves Necrófagas da Península Ibérica”, em que o autor mostra a importância destas aves para os ecossistemas, falando sobre projectos de conservação e apresentando os quatro magníficos Abutres da Península Ibérica no seu ambiente, esperando que o seu objectivo principal que também é o seu lema enquanto fotógrafo de natureza, “dar a conhecer para conservar”, tenha sido atingido.
Dia 28, 16h40minutos( intervalo do CinclusFest), Sala Binaural.