Convidados

Quer ser convidado do Cinclus Fest?

Se possui uma boa colecção de imagens e uma interessante história para contar sobre o mundo natural, apresente a sua proposta ao Festival Cinclus para se candidatar a partilhar com um vasto público o seu trabalho neste evento de referência nacional, veja como poderá participar.
As inscrições terminam a 15 de dezembro de 2019.


Rúben Vicente //

www.rubenvicente.com

Fotógrafo de Lisboa com interesse em contar histórias através de imagens sobre o mundo em que vivemos. O que o move é a curiosidade. A mesma curiosidade que o levou a estudar física na faculdade e a mesma curiosidade que o leva a viajar, ler, ouvir, ver, aprender. Igualmente fascinado pelo caos das grandes cidades ou o silêncio das montanhas, o dia a dia numa aldeia remota ou um vulcão em erupção, a chamada à oração religiosa ou o canto das aves, tudo parte do que nos envolve. É uma jornada pessoal, que se torna mais bem sucedida quando consegue contar uma história através das imagens e de certa forma comunicar e interagir com o público.

João Rodrigues // Fotógrafo de Natureza

João Rodrigues [1989] é fotojornalista, cineasta e biólogo marinho especializado em história natural e conservação. Durante o seu percurso profissional que o tem levado a mergulhar desde as águas geladas dos mares nórdicos até aos recifes de coral dos trópicos, colaborou em documentários como "Europe ́s Wild Islands" da National Geographic Channel, "Blue Planet 2" da BBC, "Oásis-Azores Islands-North Atlantic Ocean" da NHK, "+ ou - 5mètres" do canal Arte e "Life at the Extreme-Deep / Azores" do canal iTV. Atualmente é colaborador da National Geographic Portugal onde conta já com várias publicações e diretor da produtora Chimera Visuals, através da qual realizou o filme “Cavalos de Guerra”. Premiado em concursos de renome internacional como o Underwater Photographer of the Year, João tem como missão contar histórias dos oceanos através daquela que acredita ser uma das ferramentas mais importantes para a sensibilização da comunidade, a imagem.

Sónia Almeida //

Nascida em 1980 em Coimbra, reside em Pampilhosa, concelho de Mealhada. Cresceu com uma forte ligação à natureza, mantendo essa proximidade através da profissão que exerce, após ter-se licenciado em Engenharia Florestal. Trabalhou uma década numa empresa privada de serviços florestais, onde teve a oportunidade de participar em projetos que iam desde a plantação e beneficiação de povoamentos até à exploração florestal e valorização de biomassa. Atualmente exerce funções numa outra empresa, esta na área específica da arboricultura ornamental em espaço urbano, a qual lhe permite observar e compreender a Árvore de uma perspetiva mais individualizada, bem como utilizar a fotografia como ferramenta na ilustração de pareceres técnicos. Esta vasta experiência profissional tem-lhe também dado a possibilidade de conhecer diversos locais do país, observá-los e fotografá-los. Nos tempos livres para além de fotografar de forma amadora, colabora esporadicamente como guia de natureza numa empresa de animação turística e ainda, dança num grupo de folclore. Em 2010 adquiriu a sua primeira máquina reflex, na véspera de uma viagem a Paris, mas durante algum tempo não a explorou, usando apenas o modo automático. É na “sua” Mata Nacional do Buçaco que, 5 anos depois, percebe finalmente que a fotografia de paisagem e natureza é aquela que realmente quer explorar, pois este é o género fotográfico lhe permite “mergulhar” nos espaços naturais, onde se descontrai e usufrui de uma sensação de liberdade e bem-estar. A partir dessa “descoberta”, procurou aprofundar os seus conhecimentos técnicos, frequentando formações e participando em workshops e passeios fotográficos. Já colaborou com fotografias em várias exposições coletivas, e já viu destacadas imagens suas numa revista da especialidade. Participou em apresentações coletivas femininas no “Festival de Fotografia de Paisagem de Manteigas – Imaginature”, em 2018 e brevemente em novembro de 2019, e ganhou prémios fotográficos de nível regional e nacional. Recentemente aceitou mais um desafio, o de liderar passeios fotográficos no Buçaco que tão bem conhece. A par do permanente potencial de melhoria, o que mais a atrai na fotografia é o importante papel que ela representa para a Conservação da Natureza em geral e, em particular, da Árvore / Floresta.

Dorin Bofan // Fotógrafo de Natureza

www.dorinbofan.com

Dorin tem uma grande paixão em descobrir o mundo natural e selvagem, quer se trate de montanhas perto de sua casa ou em locais mais inóspitos e distantes como a Patagónia. Já foi galardoado num dos mais prestigiados concursos de fotografia da natureza, o NHM Wildlife Photographer of the Year (plantas e fungos, vencedor em 2017) e o fotógrafo GDT European Wildlife do ano (plantas e fungos, vencedor em 2019). Dorin Bofan, acredita firmemente no poder das imagens de natureza criativa, conseguindo assim despertar atenção do público e de grandes decisores políticos.

Gonçalo Lemos // Fotógrafo de Natureza

Natural da Marinha Grande, Gonçalo Lemos é fotógrafo profissional de natureza. Desde 2005 que se dedica à fotografia de natureza, tendo-se especializado principalmente em fotografia nocturna. É igualmente fundador do projecto Gigantes da Floresta onde retrata as árvores monumentais do País. Desde junho de 2013 que é um dos fotógrafos do projecto internacional, Meet Your Neighbours, um projecto que visa dar a conhecer a vida selvagem que vive mais perto de nós. Publica regularmente em várias revistas com destaque para a National Geographic Portugal. Vencedor de vários prémios nacionais e internacionais, possui trabalhos publicados em vários sites e livros sobre fotografia nocturna e astrofotografia. Amante da natureza no usufruto, na sua forma de viver e na fotografia.

Mário Cunha // Fotógrafo natureza

Eu sou um biólogo apaixonado pela fotografia. Sou tão apaixonado que decidi, há cerca de 2 anos, deixar de forma gradual a Biologia e dedicar-me somente à fotografia. Durante os primórdios da minha fotografia em 2007, sendo biólogo marinho, estava interessado em fotografia subaquática. Apesar da grande excitação inicial, lentamente comecei a fotografar mais e mais animais terrestres. No entanto, nos últimos 4 anos tenho-me dedicado a fotografia de paisagem. É a fotografar paisagem que me sinto mais relaxado e onde a minha criatividade é maior. Depois de alguns anos na Escandinávia, regressei a Portugal em Setembro do ano passado. Desde então, dediquei-me exclusivamente à fotografia. Neste momento, tenho vários projetos pessoais na área de fotografia de paisagem: Estou a trabalhar num livro fotográfico do Parque Nacional da Peneda-Gerês; organizo e realizo workshops de Fotografia de Paisagem; partilho com regularidade as minhas aventuras fotográficas no meu canal de youtube “Mário Cunha Photography” onde também partilho conhecimento prático sobre fotografia e pós-produção, entre outros. Este ano, fui distinguido com o 1º prémio na categoria “Paisagens Naturais de Portugal” no festival Imaginature, com uma imagem do nosso Parque Nacional, o que me dá força e motivação extras. No presente e no futuro próximo dedicar-me-ei a fotografar o Parque Nacional da Peneda-Gerês que tanto tem para oferecer.

Luis Ferreira // Fotografo

www.luis-ferreira.com

Luis Ferreira nascido a 14 de Março de 1982, foi desde pequeno confrontado com o facto de pertencer a uma família de viajantes e aventureiros. Desde um bisavô que partiu para a América em busca de uma vida melhor, quatro avós que foram usufruir dos anos de ouro em Angola e os seus pais que se dividiram em Portugal, África e América do Sul. O espírito viajante está-lhe nos genes. Foi aos dezasseis anos que saiu na sua primeira experiência de viagem, foi até à Eslováquia integrado num intercâmbio cultural que fez questão de retratar, ainda em negativos, e foi aí que a fotografia começou a correr nas suas veias. Seguiu desde cedo o ramo das Artes e formou-se em Design Industrial no IADE em 2005. A vida encaminhou-o para aprofundar os conhecimentos de multimédia e foi aí que se estabeleceu até agora. O seu trabalho procura retratar um mundo quase invisível e de uma beleza raramente vista. A busca da relação que cria com os seres que fotografa, ajuda-o a fazer a ponte entre o homem e a natureza para a sensibilização da sociedade no que respeita à conservação e valorização das espécies. Tem sido um colaborador habitual da National Geographic Portugal e é frequente encontrá-lo a dar palestras nos mais conceituados Festivais relacionados com Natureza em Portugal. Tem desenvolvido diversos projetos fotográficos e videográficos para ONG, municípios, fundações e instituições que reconhecem a qualidade do seu trabalho. Tem sido ainda líder de viagens aventura, especializadas em impacto cultural, como é o exemplo da Índia.

Filipe Silva //

www.filipe-silva.com

Filipe Silva define-se na fotografia e na vida como um fotógrafo ambientalista, aventureiro e humanitário. Um viajante que foi contaminado pelo vício da constante curiosidade em conhecer novos locais, novas paisagens e novas culturas. A sua paixão pela natureza fez sempre parte da sua vida e ainda adolescente passou muito do seu tempo rodeado de livros que retratavam a natureza e em especial a vida selvagem. Depois de comprar a sua primeira câmera fotográfica, decidiu retratar o mundo, começando a viajar pelo nosso planeta em busca de espécies, paisagens, culturas e tradições, especializando-se na fotografia de natureza, de viagens e humanitária. Com o passar do tempo e com as inúmeras viagens que fez em especial pelo continente Africano percebeu que a espécie humana tal como as restantes espécies estão ameaçadas e necessitam de cuidados, assim iniciou um trabalho que tem procurado documentar culturas, tribos e locais remotos onde por um lado existe uma forte relação homem/natureza. Assim, nos dias de hoje procura fotografar a relação entre o homem e a natureza mostrando locais, espécies, culturas e paisagens onde essa relação esteja ameaçada e a sustentabilidade da natureza e da espécie humana posta em causa. O seu trabalho premiado tem como objetivo contribuir para a divulgação de causas sociais e humanitárias sendo utilizados em meios que levam até à sociedade não só as maravilhas do nosso planeta que urgem preservar, mas também situações mais graves que necessitam de ações por parte de todos nós.

Antonio Liébana // Fotógrafo de Natureza

www.antonioliebana.es

António Liebana é um fotógrafo de nacionalidade espanhola. As suas imagens são publicadas nos principais meios de comunicação e audiovisual, onde se destacam, DeViajes, Natura, Caminar, Diario de León, La Crónica de León,La Vanguardia, El Mundo, Superfoto Práctica, Superfoto Naturaleza, Visión Salvaje, National Geographic Viajes, Science e como suporte gráfico em campanhas de diferentes sectores profissionais do mundo da publicidade. Também colabora com CANON Profissional Services (CPS) de Canon Espanha, onde desempenha funções de acessória e formação em diferentes actividades desta marca. Realiza diversos workshops no seu país, em Africa ou America do Norte.

Sven Zacek // Fotógrafo de Natureza

www.zacekfoto.ee/en/

Sven Zacek é um fotografo de natureza da Estónia. Foi um dos editores da revista LOFO no seu país. Já editou diversos livros e as suas imagens são publicadas nas mais prestigiadas revistas mundiais como, BBC Wildlife, National Geographic entre muitas outras. O seu trabalho tem sido reconhecido e distinguido internacionalmente, nos mais diversos concursos de fotografia de natureza como, Wildlife Photographer of The Year, GDT, entre outros. É embaixador da Nikon.